Ecoturismo com um peixe muito inteligente - Missão Pesca
+55 (11) 99700-3474
Missão Pesca - Agência de Viagens | Eduardo Lacerda

BLOG

Ecoturismo com um peixe muito inteligente

Ecoturismo com um peixe muito inteligente

peixes do lagamar

Ecoturismo é ótimo. Agora, imagine se puder observar o comportamento surpreendente de um pequeno peixe enquanto mergulha em uma cachoeira na Serra do Mar?

Foi neste ambiente, em Cananéia, no litoral sul de São Paulo, que  pesquisadores da Unesp perceberam o jeito todo especial de um peixinho comum buscar comida.

A espécie que chamou a atenção durante uma pesquisa científica foi um acará, o  Geophagus brasiliensis. Ele escolhe folhas ou cascas de árvore no fundo do riacho, vira o material cuidadosamente, observa a parte que estava para baixo e, dessa forma, encontra larvas de insetos.

O biólogo Gabriel Raposo é um dos responsáveis pela pesquisa que fez essa descoberta. Ele explica que, virando as folhas e encontrando as larvas, “os acarás aumentam a eficiência energética do processo alimentar”.

Comportamento simpático e raro

Como pode ser visto no vídeo que está disponível pra você neste post, é curioso observar como os peixes realizam esta tarefa. Eles fazem a escolha do material, tomam uma atitude ao virar a folha, examinam cuidadosamente e encontram o que estavam procurando. É bonito de ver. Tudo é instintivo, mas nos dá uma sensação de inteligência aguçada para um peixe.
A ciência já conhecia esse comportamento entre os peixes da família dos ciclídeos na América Central, mas é a primeira vez que isso é visto na América do Sul.
Entre peixes de água salgada, isso é mais comum. Mas em cachoeiras é realmente uma excelente surpresa.

Em Ambiente Natural

A descoberta em Cananéia foi feita através do projeto ‘Peixes do Lagamar’, da Unesp, com apoio do Instituto Linha d’Água. Oficialmente, o projeto foi de 2016 a 2018, mas até hoje os pesquisadores continuam atualizando os dados. Neste trabalho, são realizados estudos do comportamento dos peixes sem realizar capturas. O objetivo é entender o que as espécies fazem em seu ambiente natural.
Para isso, os pesquisadores mergulham com máscara, snorkel e roupa de neoprene, que é necessária por causa da água fria nas cachoeiras. Com esse equipamento, eles podem permanecer por horas fazendo a flutuação e realizando o estudo com o mínimo de interferência no ambiente dos peixes.

ecoturismo

Nadando com os peixes – Ecoturismo

Além de estudar as espécies, o projeto ‘Peixes do Lagamar’ traz uma alternativa de renda muito interessante para as comunidades locais através do ecoturismo.
Os visitantes podem fazer a flutuação nos rios da mesma forma que os pesquisadores. E para começar a receber os grupos, o projeto avaliou maneiras de realizar a atividade com o menor impacto possível.
Os visitantes são acompanhados por moradores de comunidades do rio das Minas e do Mandira. São pessoas que conhecem profundamente o lugar e foram treinadas para atuar como condutores locais. Eles levam o público até os rios, ajudam na atividade de flutuação e explicam sobre o comportamento das espécies.
Nessas águas, os pesquisadores identificaram trinta e duas espécies de peixes. Todas são pequenas, com no máximo quinze centímetros. E, durante o mergulho, o visitante pode observar facilmente pelo menos oito delas.
O ecoturismo é uma maneira sustentável e lúdica de aproveitar a natureza deste trecho da Serra do Mar, onde podemos observar a Mata Atlântica muito bem conservada.

Qual a melhor época para visitar?

A melhor época para realizar a atividade de flutuação nesta região é entre de agosto a outubro, quando chove pouco, a água está limpa e não é muito frio. Para entrar em contato e agendar uma flutuação nos riachos de Cananéia, é só entrar em contato pelo Facebook. O perfil é @peixesdolagamar. Basta acessar e pedir informações por mensagem.

peixes do lagamar

Compartilhe esse artigo

Endereço

Av. Benedicto C. Andrade, 1007 - BL 15, AP 122 - Jundiaí - SP, 13212-070

Telefone

+55 (11) 99700-3474